Curta e Siga


Sintomas da doença de Alzheimer Precoce





Olá! Tudo bem? Sou a Dani Souto, esse blog faz parte da Chakalat.net e esse post fala sobre Sintomas da doença de Alzheimer Precoce.



A doença de Alzheimer é um tipo de síndrome demencial, que causa degeneração e comprometimento cerebral progressivo. Os sintomas surgem aos poucos, inicialmente com falhas de memória, que podem progredir para confusão mental, apatia, mudanças de humor e dificuldades para realizar tarefas diárias, como cozinhar ou pagar contas por exemplo.

Os sintomas do Alzheimer precoce não se diferem muito dos sintomas de Alzheimer em idosos, por isso é importante ficar atento aos seguintes sinais:

  • Perda frequente de memória (principalmente de memória recente), como esquecer nomes de objetos, pessoas, compromissos, pagar contas, etc.;
  • Confusão na fala, dificuldades na linguagem e para se expressar. Trocar palavras e criar frases sem sentido;
  • Esquecer onde está ou para onde está indo;
  • Dificuldade de se localizar ou de encontrar o caminho de volta para a casa (localização espacial);
  • Esquecer onde colocou objetos importantes, como as chaves de casa ou do carro e celular;
  • Colocar objetos em locais inapropriados, como guardar os escovas de dentes na geladeira;
  • Perder a noção de tempo e espaço;
  • Apresentar sintomas constantes de desânimo, irritabilidade, apatia, solidão e mudanças bruscas de humor;
  • Ter uma diminuição na coordenação motora;
  • Confusão mental frequente;
  • Delírios e paranoias;
  • Mudanças de personalidade;
  • Dificuldade em realizar funções que antes eram comuns;
  • Em alguns casos pode causar incontinência urinária e movimentos involuntários dos músculos.

É importante ressaltar que a presença de um ou alguns destes sintomas não confirma a presença de Alzheimer, pois eles podem acontecer em outras situações, como em pessoas com ansiedade e depressão, por exemplo, sendo necessária a consulta com neurologista, geriatra ou clínico geral para avaliar as possibilidades.

Acesse o blog de Fisioterapia na Neurologia

Alzheimer precoce tem fator genético muito mais significativo que o tardio. Existe uma combinação de quadro genético, predisposição genética e fatores ambientais que se somam e causam o problema.

O tratamento do Alzheimer precoce não é diferente do Alzheimer tardio. Atualmente, não existe um tratamento 100% eficaz, mas há mecanismos para controlar os sintomas.

Existem medicações que tentam desacelerar o processo de evolução da doença, que ajudam a controlar alguns sintomas como agitação e insônia.

 

Espero que você tenha gostado da nossa abordagem.

Quer saber mais sobre Fisioterapia no Alzheimer? Conheça o Mini Curso Guia prático de Fisioterapia no Alzheimer .

Se você quiser receber notícias sobre saúde em geral, entre nos grupos do Whatsapp e no grupo do Telegram.

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário