Curta e Siga


Consumo elevado de omeprazol pode levar a demência




 omeprazol


Muito utilizado para prevenir úlcera, gastrite, refluxo e outros problemas gástricos, o omeprazol traz riscos pouco esperados para aqueles que exageram na automedicação: a falta de vitamina B12 no organismo.

Um estudo da operadora de plano de saúde norte-americana Kaiser Permanente avaliou a relação entre o consumo contínuo (por dois anos ou mais) de doses elevadas de omeprazol, que correspondem a 40 miligramas diários, e a falta de vitamina B12, que pode levar a problemas neurológicos graves, como demência e anemia.

Durante 14 anos (de 1997 a 2011), os especialistas fizeram a comparação entre um grupo de 25.956 pacientes com diagnóstico de déficit de vitamina B12, com outro de 184.199 pessoas sem esse transtorno. O resultado, publicado na revista Journal of the American Medical Association, concluiu que as pessoas que tomaram omeprazol ou similar durante muito tempo tinham 65% mais chances de ter níveis baixos de vitamina B12.

O estudo também mostrou que o risco para quem toma uma dose de 1,5 comprimidos por dia é 95% superior em comparação àqueles que usam uma dose reduzida pela metade dessa quantidade.

Os pacientes que utilizam o medicamento mediante consultas profissional não precisam se preocupar. A pesquisa, no entanto, recomenda que as pessoas que se automedicam devem, ao menos, reduzir a quantidade de remédio pela metade, ou ao menos fazer pausas entre um período e outro de uso. Assim, parte da quantidade de vitamina B12 necessária poderia ser recuperada pelo organismo. 


Dicas para Profissionais:
  • + de 70 ebooks de Fisioterapia na Neurologia
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia

  • Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

    Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

    Nenhum comentário